Amortecedores/Suspensão

Amortecedores e Suspensão

O amortecedor e o sistema de suspensão são considerados como apenas um elemento. Na realidade são dois componentes totalmente diferentes que trabalham em conjunto, um complementando o trabalho do outro.

A suspensão tem as seguintes funções:

  • Manter o nível correto da altura do veículo.
  • Reduzir o efeito de impacto das ruas e estradas.
  • Manter o alinhamento correto do veículo.

A suspensão geralmente é composta por elementos flexíveis que absorvem os movimentos da roda. Essa flexibilidade pode, por exemplo, submeter o chassi a movimentos verticais brutos e movimentos de rolagem (transferência de peso), resultando em uma certa instabilidade.

É aí que entram os amortecedores: eles foram desenvolvidos justamente para controlar e reduzir os movimentos verticais brutos e movimentos de rolagem do veículo.

Antigamente os amortecedores usavam a fricção (atrito) produzida entre dois braços de metal separados por um isolante de borracha. Hoje, com o avanço tecnológico do mercado, os  amortecedores são telescópicos, hidráulicos e pressurizados, com regulagens manuais e eletrônicas de altura e carga (pressão) perfeitamente integrados com o projeto de suspenção dos veículos.

A troca preventiva dos amortecedores é indicada antes dos 40 mil quilômetros. Para as molas helicoidais, a substituição é feita com 60 mil quilômetros e para os feixes de mola aos 70 mil quilômetros. Consulte o manual do fabricante e não abra mão da revisão periódica, pois mesmo com toda a precaução, problemas podem aparecer.